Quinze anos após primeiro serviço de emergência, Beltrão ganha Upa 24 Horas

10 de julho de 2015

Inaugurado em 2000 pelo então prefeito Guiomar Lopes, modelo de atendimento do 24 Horas é modernizado e agora segue preceitos do Sus e governo federal

Da assessoria

Exatamente quinze anos após a implantação do Pronto Atendimento 24 Horas, o primeiro serviço especializado em urgências e emergências da cidade, Francisco Beltrão agora moderniza o atendimento destes casos com a abertura da Unidade de Pronto Atendimento – Upa 24 Horas. Inaugurada nesta sexta-feira (10) pelo prefeito Antonio Cantelmo Neto, a Upa consolida a integração do município com as políticas nacionais de atendimento à saúde.

“Em junho de 2000, o então prefeito Guiomar Lopes implantava o Centro 24 Horas na Cidade Norte, serviço que foi referência para a população enquanto funcionou. Hoje, exatamente 15 anos depois, inauguramos uma nova era na saúde pública de Beltrão com um serviço de atendimento a urgências e emergências mais aprimorado, moderno, e alinhado aos princípios do Sistema Único de Saúde [SUS]”, enfatizou o prefeito Cantelmo Neto na inauguração.

O evento reuniu prefeitos e lideranças da região, como a secretária de Saúde, Rose Mari Guarda, a senadora Gleisi Hoffmann, o deputado estadual Nelson Luersen, o presidente da Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná), Altair Gasparetto, e o presidente da comissão de saúde da entidade, Cesar Bueno.

O vigário da Concatedral Nossa Senhora da Glória, Pe. Dilonei Muller, e o presidente do Conselho de Pastores (Conpev), Pr. Fernando Araujo, deram a benção no local.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, chegou a embarcar no início da tarde de Brasília para acompanhar o evento e visitar a estrutura da nova Upa, no entanto, as condições do tempo impediram o pouso do avião no aeroporto de Beltrão.

Representando o governo federal, a senadora Gleisi Hoffmann elogiou a estrutura da Upa e destacou o modelo de atendimento do sistema de saúde brasileiro. “Nosso sistema de saúde, o Sus, é hoje um modelo internacional, porque garante atendimento gratuito independente da classe das pessoas, desde a atenção básica e intermediária, como é o caso da Upa daqui, até cirurgias e tratamentos de alta complexidade”, afirmou a senadora.

 

Estrutura

A Upa de Francisco Beltrão possui mais de 2,3 mil m2 de área construída e dispõe de salas de triagem, medicação, espera, leitos de recuperação, consultórios médicos, radiologia e modernos equipamentos para atender casos de trauma e emergências médicas. Construída às margens do Contorno Norte, a obra custou R$ 7,1 milhões: com investimento de R$ 3,1 milhões do governo federal e R$ 4 milhões da Prefeitura.

 

Atendimento

A unidade foi concebida para também atender os municípios de Enéas Marques, Flor da Serra do Sul, Manfrinópolis, Marmeleiro, Nova Esperança do Sudoeste, Renascença e Salgado Filho, o que acontecerá de forma plena somente após sua habilitação no Ministério da Saúde.

A habilitação permitirá o repasse de R$ 300 mil mensais do governo federal para a manutenção do serviço, que deve custar entre R$ 900 mil e R$ 1 milhão por mês.

Desde o dia 22 de junho, quando teve início o processo de implantação, a Upa 24 Horas está atendendo os pacientes de Beltrão e nesta sexta-feira (10), a unidade começou atender pacientes dos municípios pactuados no serviço encaminhados pelo Samu.




Skip to content