Ambulatório do Fumo é referência estadual

O Dia Mundial de Combate ao Tabagismo, instituído pela Organização Mundial de Saúde, é celebrado em 31 de maio. Nesta semana os profissionais do Ambulatório do Fumo de Francisco Beltrão tiveram a oportunidade de palestrar e divulgar o trabalho em um evento estadual, realizado em Curitiba pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) e Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).

       Os profissionais da secretaria municipal de Saúde da Prefeitura de Francisco Beltrão falaram durante uma oficina de capacitação para todas as regionais de Saúde do Paraná, denominada de “Multiplicadores do Programa de Controle do Tabagismo”. A enfermeira Jussara Pedroso e o médico pneumologista Redimir Goya discorreram sobre a experiência de apoiar os pacientes e o tratamento do tabagismo. O programa realizado em Beltrão, na unidade de saúde do bairro Vila Nova, se tornou referência estadual.

        O ambulatório realiza suas atividades nas quartas-feiras à tarde. Possui uma equipe multidisciplinar composta por médico, enfermeira, psicóloga e nutricionista. Nos quase onze anos de atuação atendeu mais de três mil pacientes. O tratamento e o fornecimento de medicamentos são gratuitos.

        A Organização Mundial de Saúde considera o tabagismo a maior causa evitável de morbimortalidade no mundo. O cigarro tem mais de 4.700 componentes tóxicos que provocam mais de 50 doenças. O tratamento para cessação do tabagismo está entre as intervenções médicas que apresentam a melhor relação custo-benefício, superior inclusive aos tratamentos direcionados para hipertensão arterial, dislipidemia e infarto do miocárdio.

       As toxinas contidas no cigarro provocam 25% dos infartos agudos do miocárdio e um terço de todos os cânceres. O câncer de pulmão, que mata  em 90% dos casos, tem o cigarro como seu agente principal. O hábito do cigarro está relacionado com várias doenças como gastrite, úlceras, da circulação sanguínea, diabetes, impotência sexual, infertilidade, má formações congênitas, depressão, doenças da tireoide, acidentes vasculares cerebrais, bronquites, enfisemas e sinusites.




Skip to content