Procon fiscaliza postos de combustíveis

O Procon de Francisco Beltrão, órgão de defesa do consumidor, está desencadeando uma operação junto aos postos de combustíveis do município para monitorar os preços que estão sendo praticados. O objetivo é verificar se os valores cobrados dos consumidores são compatíveis com os praticados em outras regiões do estado. O trabalho será iniciado nesta quarta-feira (23).

       De acordo com a coordenadora do órgão, Helena do Couto, a medida está sendo adotada devido as reclamações de consumidores em relação aos preços. “Faremos o levantamento dos preços e se verificarmos qualquer tipo de irregularidade vamos adotar as medidas previstas em lei”, comenta.

          Helena explica que a medida está sendo tomada pelos Procons de todo o país. Ela explica que se trata de uma “corrente comercial”, pois a refinaria repassa o desconto para as distribuidoras que, por sua vez, precisam repassar aos postos para que o consumidor pague menos pelos combustíveis.

         O Procon de Beltrão já manteve contato com todas as distribuidoras que abastecem os postos do município e solicitou os preços cobrados nos últimos 90 dias. Com isso será possível saber se o desconto foi concedido aos postos. “Muitas vezes o problema pode ser constatado nas distribuidoras e não nos postos”, explica.

          Relata ainda que na pesquisa que o órgão vai realizar haverá uma comparação dos preços praticados nas bombas com os que constam no aplicativo que é disponibilizados aos consumidores onde constam os preços dos combustíveis dos postos de todo o estado. Também esclarece que o levantamento do Procon é relacionado somente aos preços e não sobre a qualidade dos combustíveis.

       Após a conclusão deste levantamento, o órgão de defesa do consumidor apresentará um relatório para que a comunidade tenha conhecimento dos resultados da operação. Em caso de irregularidade em relação aos preços, as empresas ficam sujeitas desde multa até a suspensão da atividade. O Procon de Francisco Beltrão fica na rua Niterói, 468, antigo CRE, no bairro Alvorada. O atendimento também é prestado pelo telefone (46) 3524-5063.




Skip to content