Prevenção de acidentes com idosos

Com o objetivo de prevenir acidentes domésticos e principalmente quedas de idosos, visando melhorar a qualidade de vida das pessoas da terceira idade e evitar  hospitalizações decorrentes de fraturas, a secretaria municipal de Saúde de Francisco Beltrão, em parceria com a secretaria de Assistência Social, realizou uma semana de prevenção de quedas e orientações sobre a importância de atividades físicas.

       As orientações foram repassadas pela enfermeira Cristina Da Cas e pela educadora física da Academia da Saúde, Cristiane Corrêa da Silva. O trabalho contou com o apoio do Centro de Convivência dos Idosos, que coordena os 50 grupos de idosos da cidade e do interior do município, onde participam mais de quatro mil idosos.

         Desde 2017 é Lei no Paraná realizar em junho uma semana de prevenção de acidentes domésticos. A lei 18.952 tem como autor o deputado estadual Wilmar Reichembach. “Tivemos uma grande participação e certamente as orientações repassadas poderão evitar muitos acidentes. Em muitos casos com cuidados considerados simples é possível evitar um acidente de grandes consequências”, comenta a enfermeira Cristina.

       Ela lembra que em todo o mundo o número de pessoas com mais de 60 anos cresce com rapidez maior do que qualquer outro grupo etário. Entre 28% a 35% das pessoas com mais de 65 anos de idade sofrem quedas a cada ano, aumentado essa proporção para 32% a 42% para as pessoas com mais de 70 anos. A frequência das quedas aumenta com a idade e o nível de fragilidade.    

       Alerta que alguns comportamentos aumentam o risco de quedas na terceira idade. Dentre os riscos estão subir em escadas, ficar em pé sobre cadeiras,  curvar-se para realizar atividades cotidianas, correr sem dar atenção ao ambiente ou não usar equipamentos de apoio para a mobilidade como bengalas ou andadores. Usar sapatos mal ajustados também causa risco.

         Andar de meias, sem sapatos ou usar chinelos com solas escorregadias são atitudes que aumentam o risco de escorregar dentro de casa. Os sapatos apropriados são de particular importância. O idoso deve evitar saltos altos, solas finas e duras ou chinelos de tamanho inapropriado que não estejam corretamente ajustados aos pés.




Skip to content