Agricultores realizam visita técnica em área de cultivo de pepino

23 de novembro de 2021

       Um grupo de 22 agricultores de Francisco Beltrão das comunidades da Linha Farroupilha, Linha Piracema, Rio Ligação, Nova União e Santo Agostinho realizou uma visita técnica para conhecer o cultivo de pepino para indústria de conserva que é realizado há quatro anos em uma propriedade rural de Santo Antonio do Sudoeste.

       A iniciativa é da coordenação do Proder, Programa de Desenvolvimento Rural da Prefeitura de Francisco Beltrão. A visita foi acompanhada pelo coordenador do Proder, Antonio Cezar Soares, pela equipe técnica executora do programa e pelo secretário municipal de Planejamento, Alexandre Pécoits.

        De acordo com Antonio Cezar, trata-se de um sistema de cultivo em campo aberto, conduzido por sistema de espaldeira, o que facilita a colheita pelo sistema de condução da cultura. A propriedade possui integração com uma indústria instalada em São Jorge D’Oeste, que além de abastecer o mercado nacional, exporta o produto para países vizinhos da América Latina.

         Na sua visão o sistema pode ser uma boa oportunidade de geração de renda para os agricultores dessas comunidades, que apresentam boas condições de solo, água e mão-de-obra familiar. O sistema funciona com irrigação por gotejamento, mas depende de uma infraestrutura simples e barata para a sua instalação.

        Antonio Cezar relata ainda que juntamente com a equipe técnica e a participação dos secretários Alexandre Pécoits e Claudimar de Carli, da Agricultura, estarão nos próximos dias avaliando o custo de implantação do sistema, bem como a sua viabilidade para a realidade dos agricultores locais.  

        Recentemente o vice-prefeito Antonio Pedron, técnicos e secretários municipais se reuniram com a diretoria da indústria, que garante a aquisição de toda a produção.  “A iniciativa faz parte da proposta do Proder que visa, além da capacitação dos agricultores, despertar para o empreendedorismo e fortalecer a geração de renda para suas famílias e para o município”, enfatiza o coordenador.




Skip to content