Com nova tabela salarial, educadores infantis poderão ganhar até R$ 2,9 mil

Da assessoria

Viro de Graauw: tabela está de acordo com os preceitos legais e visa valorizar trabalho dos profissionais

Os 140 educadores infantis de Francisco Beltrão já receberam no salário referente a janeiro a correção feita pela tabela salarial implementada pela Prefeitura. O quadro salarial estabelece como salário mínimo para o cargo o piso nacional da categoria – de R$ 1.697,43 – e como teto a especialização dos profissionais e o tempo de serviço, que acumulados podem chegar a R$ 2.954,81.

Segundo o secretário de Educação, Viro de Graauw, a Prefeitura estudava há meses o estabelecimento da tabela, que antes nivelava os salários por tempo de serviço e especialização e agora cumpre preceitos legais. “O educador infantil já entra ganhando o piso e, conforme se especializa e permanece no cargo, tem seu salário aumentado em até 30% de uma única vez, o que não ocorria até então, quando a tabela tinha salários muito parecidos entre quem já entrava e os profissionais com mais tempo de carreira e especialização”, explica Viro.

A tabela contém 12 níveis horizontais, em que o profissional avança a cada dois anos, e três níveis verticais, em que o avanço se dá conforme a especialização. Um profissional que possui licenciatura já recebe R$ 2,2 mil no primeiro nível e se tem pós-graduação esse valor sobe para R$ 2.376,41.

Além da reparação salarial da categoria, a Prefeitura pretende ainda ampliar o quadro de educadores infantis, principalmente em função do horário estendido de atendimento até às 19 horas e a abertura de dois novos CMEIs, no Jardim Seminário e Cantelmo. “Atualmente temos 140 profissionais, mas já criamos novas vagas para ampliar o quadro efetivo e atender estas necessidades de novas vagas”, cita Viro. A partir do início das aulas nos CMEIs, dia 10 de fevereiro, ao menos 25% das vagas será para até às 19 horas.

O decreto que estabelece os vencimentos foi publicado esta semana pelo prefeito em exercício, Eduardo Scirea, e já está adequado ao novo piso, que sofreu reajuste de 8,32%.




Skip to content