Por uma semana, vagas de carros darão lugar a minipraças

 

Da assessoria

A partir desta segunda-feira (1º), três pontos na área central de Francisco Beltrão receberão áreas de convivência provisória, os chamados parklets. Batizado de ‘vaga viva’, o projeto é desenvolvido pela Prefeitura dentro da Semana de Meio Ambiente em parceria com a Unipar, Unisep, UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), Nudearq (Núcleo de Arquitetura e Urbanismo da Acefb) e Pedala Beltrão.

“Aos poucos, queremos estimular as pessoas a ter uma relação diferente com a cidade e os espaços públicos”, explica a secretária de Meio Ambiente, Joice Bariviera. Dois parklets estão instalados na avenida Julio Assis, próximo à Liciane e em frente à Flessak Materiais Elétricos, e outro na Tenente Camargo, próximo à Cia do Chopp.

O conceito do parklet é de uma minipraça, em um espaço que ocupa ao menos duas vagas de estacionamento, mas que é usado como se fosse uma extensão da calçada. A estrutura é toda montada com madeira e materiais de reaproveitamento e contém bancos, mesas e até um pequeno bicicletário, além de muitas plantas.

A cidade de São Paulo possui dezenas de parklets, tanto que a instalação dos espaços é regulamentada pela Prefeitura. Em Beltrão, as vagas vivas estarão montadas até o dia próximo sábado, dia 6.




Skip to content