Aterro sanitário de Beltrão ganha nova célula

22 de março de 2022

       O aterro sanitário de Francisco Beltrão vai ganhar uma nova célula para receber resíduos orgânicos. Ela tem 10.000 m2, é impermeabilizada com Geomembrana Pead e capacidade para receber o lixo por um período de quatro anos, considerando a média de destinação 43 toneladas ao dia.  

      De acordo com Vilmar Rigo, diretor da secretaria municipal de Meio Ambiente, o aterro de Francisco Beltrão é um dos que apresentam os melhores resultados no Estado. Localizado na localidade de Menino Jesus, em uma área de 19,7 hectares, está em operação desde 2001. “Até o momento foram utilizadas três células, todas com as quatro camadas sobrepostas com lixo compactado, e em breve iniciaremos a utilização da nova célula”, explica Rigo.

      Também relata que elas são revestidas com mantas impermeabilizantes, próprias para esta finalidade, funcionando com drenos de gases e chorume, com lagoas de tratamento, dentro das normas do IAT (Instituto Água e Terra), com acompanhamento técnico de uma profissional engenheira química. Também é realizado o trabalho constante de cobertura do material com solo, mantendo aberta somente a parte que recebe o lixo diário.

        “O Aterro Sanitário de Francisco Beltrão obedece às normas técnicas como local utilizado para disposição final do lixo. São aplicados critérios de engenharia e normas operacionais específicas para confinar os resíduos com segurança, do ponto de vista do controle da poluição ambiental e de proteção à saúde pública”, completa Rigo.




Skip to content