Atendimentos do Centro de Zoonoses crescem a cada ano

14 de dezembro de 2022

        Todos os anos o Centro de Controle de Zoonoses e Bem Estar Animal da Prefeitura de Francisco Beltrão está ampliando o número de atendimentos. Em 2022 foram centenas de procedimentos, especialmente consultas e castrações. Além disso, a prefeitura realizou melhorias e ampliações na estrutura física do órgão, em função do aumento da demanda.

        De acordo com os médicos veterinários Luiz Carlos Tourinho e Everton Leonardi, que prestam atendimento no local, de janeiro a novembro foram realizadas mais de mil castrações e consultas. Além disso, as clínicas conveniadas prestaram quase mil atendimentos, especialmente cirurgias. “A cada ano estamos ampliando as nossas ações, contemplando principalmente os animais de rua e de famílias em situação de vulnerabilidade para a prevenção e controle de doenças e focando no controle do aumento da população de cães e gatos”, enfatiza Tourinho.

       Lembra ainda que no mês de julho foi realizada uma grande campanha de vacinação e desverminação de cães e gatos no bairro Padre Ulrico, com centenas de atendimentos. Também enaltece a importância das parcerias com as Ongs, cuidadores de animais e clínicas veterinárias. “Estas parcerias fortalecem o nosso trabalho e resultam diretamente em benefícios para os animais e para a população de forma geral”, diz o veterinário.

       Outra ação importante é o combate aos maus tratos de animais. Neste ano cerca de 300 casos foram denunciados e todos foram averiguados pela equipe do Centro de Zoonoses. Infelizmente, na maioria dos casos, as denúncias se comprovaram e as medidas necessárias foram adotadas. Atualmente o Centro está com 25 animais resgatados das ruas. Todos foram vacinados, castrados e estão disponíveis para adoção.

        O Centro de Zoonoses da Prefeitura de Francisco Beltrão é coordenado pela secretaria municipal de Meio Ambiente. Entrou em funcionamento em junho de 2019, priorizando o atendimento de animais de rua e de famílias em situação de vulnerabilidade. As ações são focadas na prevenção e controle de doenças que podem ser transmitidas dos animais para as pessoas, bem como o controle do aumento da população de cães e gatos, cumprindo um papel fundamental para saúde pública e na proteção dos animais.

         Além dos veterinários, também integram a equipe um auxiliar cirúrgico, dois profissionais para a esterilização de animais e preparo para procedimentos cirúrgicos, dois colaboradores no setor administrativo e um na área de limpeza.




Skip to content