Tarifa de ônibus pode ser reajustada; preço está congelado há quase dois anos

Da assessoria

Desde maio de 2013, preço da passagem é de R$ 2,60

Desde maio de 2013, preço da passagem é de R$ 2,60

A tarifa do transporte coletivo urbano de Francisco Beltrão poderá sofrer reajuste após quase dois anos sem aumento. Representantes da Prefeitura e do Conselho Popular já se reuniram nesta semana para debater a proposta de reajuste apresentada pelas empresas que operam as linhas e terão novo encontro nesta sexta-feira para avaliar a necessidade de aumento.

Na visão do secretário de Administração, Saudi Mensor, o reajuste é imprescindível para as empresas, mas deve ser feito sem causar grande impacto aos usuários. “O preço da passagem está congelado desde maio de 2013 e de lá para cá a planilha de custos da operação do transporte urbano sofreu alguns aumentos, no entanto precisamos garantir o acesso dos usuários ao sistema por um preço justo”, explica o secretário.

A elevação dos gastos com a folha de pagamento, combustível e pneus é o principal ponto defendido pelas empresas para o reajuste da passagem. Segundo Saudi, “ao menos a inflação” será considerada e a tarifa deve passar dos atuais R$ 2,60 para cerca de R$ 2,80, um aumento de 8%.

O último reajuste foi em maio de 2013, quando o valor passou de R$ 2,40 para 2,60.

 

Modernização do transporte

A Prefeitura está trabalhando desde 2013 na licitação das linhas do transporte coletivo na cidade. O processo, que teve a única empresa inscrita desclassificada no ano passado, está sendo refeito e deve ser finalizado nos próximos dias, com objetivo de também melhorar as condições de operação dos veículos, ampliar a quantidade de rotas e garantir mais conforto e segurança aos usuários.

Atualmente, as linhas Norte-Sul e Leste Oeste são operadas pela Guancino eTrans Scheid




Skip to content