Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Aumenta incidência do Aedes em Beltrão

Publicado em

Neste mês de junho a secretaria municipal de Saúde da Prefeitura de Francisco Beltrão realizou o 3º LIRA (levantamento rápido do índice de infestação) que mede a incidência do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika vírus no município. O resultado foi 5,1%, considerado alto risco.

        O índice do LIRA anterior, realizado em abril, foi bem menor, de 2,8%.  O novo levantamento apontou que os bairros com maior índice são: Pinheirão, São Miguel, Presidente Kennedy, Água Branca, Vila Nova, Jardim Seminário, Jardim Floresta e Júpiter. Os focos foram localizados em lixo no pátio das residências, recipientes com água dentro das casas, cisternas e piscinas.

       Em fevereiro e março a prefeitura realizou mutirões de descarte em toda a cidade. Foram retiradas 293 caçambas de resíduos, de recicláveis e até móveis. Na avaliação da diretora de Vigilância em Saúde da secretaria, Andréa Zorzo de Almeida “os mutirões não estão resolvendo o problema e se tornaram uma medida apenas paliativa, porque enquanto a população não se sensibilizar em relação aos cuidados em sua própria residência, o índice de infestação do mosquito não será reduzido”.

       Ela lembra que durante todo o ano é feito o trabalho de orientação das mais variadas formas: nas escolas, através de teatros, entrega de materiais informativos, na mídia, redes sociais, campanhas de conscientização e visitas domiciliares. “Temos feito um esforço enorme para conscientizar a nossa população, mas precisamos de uma contrapartida maior para que a meta seja alcançada”, diz Andréa.

        Os dados oficiais mostram que neste ano foram notificados 212 casos suspeitos de dengue. Destes, 154 foram descartados e 09 confirmados, sendo 04 autóctones e 05 importados. Outro alerta é que a pessoa que já contraiu a doença poderá contrair novamente e de forma mais agressiva. A lei 3.974, de 2012, prevê o pagamento de multa para quem for notificado a eliminar os focos do mosquito e não cumprir a determinação. “Se for necessário vamos aplicar a multa”, alerta Andréa. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.