Previsão do Tempo
Tempo em
Francisco Beltrão

º | º

Família Acolhedora realiza primeiro acolhimento em Beltrão

Publicado em

O Serviço Família Acolhedora de Francisco Beltrão realizou neste mês de dezembro o primeiro acolhimento de adolescente. Desta forma, a administração municipal, secretaria municipal de Assistência Social e os demais envolvidos no Serviço, especialmente as famílias e o Poder Judiciário, concretizam todos os passos da longa caminhada para colocar a ação em prática.

 Houve a criação da Lei Municipal, formação de equipe técnica, conquista do espaço físico administrativo, capacitação da rede de atendimento e equipe técnica, recrutamento e capacitação das famílias, estudos técnicos e deferimento do Poder Judiciário.

As famílias inseridas no Serviço acolhem as crianças e adolescentes que estão em situação de acolhimento Institucional, ou seja, que atualmente encontram-se na Casa Abrigo Anjo Gabriel devido terem alguns dos seus direitos violados, seja por negligência nos cuidados ou por algum tipo de violência.

 O Serviço Família Acolhedora tem acompanhamento permanente do Judiciário, através da Vara da Infância, além da equipe técnica do Serviço e toda a Rede de Proteção mantida pela administração municipal, nas áreas de saúde, educação e assistência social, bem como o Conselho Tutelar.

“Estamos felizes e emocionados em efetivar o serviço no município dentro do prazo previsto, garantido os direitos de nossas crianças e adolescentes que necessitam de acolhimento e convívio em ambiente familiar com cuidados individualizados”, relata Nádia Bonatto, secretária de Assistência Social.

Para participar do programa as famílias passam por um processo de seleção, cadastramento e preparação. Também não podem ter cadastro de intenção de adoção. Os acolhidos são crianças e adolescentes de 0 a 18 anos incompletos. A família que acolhe recebe mensalmente bolsa auxílio no valor de um salário mínimo nacional para cada criança ou adolescente acolhido, durante o período que perdurar o acolhimento.

O cadastramento das famílias acolhedoras é contínuo. A próxima capacitação será realizada nos primeiros meses de 2020. O acolhimento poderá ser realizado por famílias da cidade e do interior do município.  Cada acolhimento é avaliado e as famílias podem escolher o perfil da criança e adolescente, bem como faixa etária e sexo.

As famílias interessadas devem entrar em contato pelos telefones (46) 3524-4159 ou o de plantão, (46) 991322783. Informações também podem ser obtidas pelo e-mail familiaacolhedorafb@hotmail.com. A administração do Serviço fica na avenida União da Vitória, 15, Bairro Miniguaçu, anexo a Casa Abrigo Anjo Gabriel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.